GONDOMAR OTIMISTA

GONDOMAR OTIMISTA

A candidatura de Gondomar a Cidade Europeia do Desporto 2017 foi apresentada publicamente na Casa Branca de Gramido no fim dos três dias de visita ao Município da Comissão de Avaliação da ACES Europe (Associação das Cidades Europeias do Desporto). “Quem vier a receber o título de Cidade Europeia do Desporto de 2017, Coimbra ou Gondomar, vai ter de encarar esse facto como um ano particular, um ano de mudança”, disse Gian Francesco Lupatelli, Presidente da ACES Europe.

Acompanhado de vários membros do Executivo, o Presidente da Câmara Municipal de Gondomar, Marco Martins, revelou-se otimista, já que “tudo foi feito para que a candidatura de Gondomar seja vencedora”. “Para Gondomar não é fácil. É a primeira vez que há duas cidades candidatas e decidimos agarrar este desafio porque queremos projetar o concelho e a prática desportiva”, disse, ainda, Marco Martins.

Destaque, também, para a intervenção de Melchior Moreira, Presidente da Turismo do Porto e Norte de Portugal, que fez uma intervenção de elogio aberto ao Município. “Aqui há uma equipa verdadeira e há um Presidente que é de Gondomar e de todos os gondomarenses”, afirmou Melchior Moreira, que revelou estar seguro da atribuição do título a Gondomar. “Gondomar tem campeões, um movimento associativo muito forte e é o concelho com o maior número de praticantes de desporto por metro quadrado”, disse.

Em Gondomar existem 150 associações, sete mil atletas federados e 73720 dos seus cidadãos são membros de um clube ou estão organizados em grupos desportivos (46296 em associações, 16924 nas piscinas municipais e 10500 em academias/ginásios). Ao nível das infraestruturas, há sete piscinas municipais (com cerca de dois mil utentes diários), 12 pavilhões municipais, cinco pavilhões gimnodesportivos, 17 campos de futebol, quatro campos de ténis, cinco ginásios de fitness e um centro de alto rendimento de desportos náuticos, além, naturalmente, do Complexo Desportivo de Valbom e do Pavilhão Multiusos.

Durante a cerimónia foi, ainda, assinado um protocolo de cooperação entre a ACES Europe, a ACES Portugal e o Comité Paralímpico de Portugal.